Henrique T Costa
5 regras básicas para criar suas metas
metas

5 regras básicas para criar suas metas

Você já pensou sobre o que você quer estar fazendo daqui a cinco anos? Está claro pra você qual o objetivo principal do seu trabalho neste momento? Você sabe o que quer que seja alcançado no fim do dia? Você tem metas?

 

 

Se você quiser ter sucesso na vida e nos negócios, você precisa definir metas. Sem objetivos você fica sem foco e direção. O estabelecimento de metas não só lhe permite assumir o controle da direção da sua vida; ele também te dá referências se você está no caminho certo para alcançá-las. Pense nisso: ter um milhão de dólares no banco só é prova do sucesso se um de seus objetivos é acumular riquezas. Se seu objetivo é praticar atos de caridade, então você está contrário a sua meta que definiria o sucesso.

 

Para atingir seus objetivos, no entanto, você precisa saber como estipulá-los. Você não pode simplesmente dizer: “eu quero” e esperar que isso aconteça. O estabelecimento de metas é um processo que começa com uma análise cuidadosa do que você deseja alcançar, e termina com um monte de trabalho duro que realmente precisa ser feito. No meio, existem alguns passos muito bem definidos que transcendem as especificidades de cada meta. Sabendo estas etapas permitirá você criar metas que pode realizar.

 

 

Aqui estão cinco regras para definição de metas:

 

 

1. Definir metas que o motiva

 

Quando você definir metas para si mesmo, é importante que elas te motivem: isto significa que está se certificando que eles são importantes para você, e que não há valor em atingi-los. Se você tem pouco interesse no resultado, ou eles não são relevantes, dado o quadro maior, então as chances de você colocar no trabalho para fazê-las acontecer são pequenas. A motivação é a chave para alcançar metas.

Definir metas que se relacionam com as altas prioridades em sua vida. Sem este tipo de foco, você pode acabar com demasiadas metas, deixando-o muito pouco tempo para se dedicar a cada um. Goal realização requer um compromisso, de modo a maximizar a probabilidade de sucesso. Você precisa ter senso de urgência e ter uma “Devo fazer isso” atitude. Quando você não tem isso, corre o risco de colocar fora o que precisa fazer para tornar o objetivo uma realidade. Este, por sua vez, faz se sentir decepcionado e frustrado com você mesmo, sendo que ambos são de-motivador. E você pode acabar em um muito destrutivo “Eu não posso fazer qualquer coisa ou ser bem sucedido em qualquer coisa” estado de espírito.

 

Dica:

Para certificar-se que seu objetivo é motivador mostre o porquê é valioso e importante para você. Pergunte a si mesmo: “Se fosse para compartilhar o meu objetivo com os outros, o que eu iria dizer para convencê-los de que é um objetivo que vale a pena?” Você pode usar esta declaração de valor motivador para ajudá-lo se você começar a duvidar de si mesmo ou perder a confiança em sua capacidade de realmente fazer o goal acontecer.

 

2. Definir metas INTELIGENTES

 

Você já ouviu falar de metas inteligentes? Ou SMART GOALS?

 

Para que suas metas sejam inteligentes elas precisam seguir estes passos quando forem criadas.

 

Specific – Específico
Measurable – Mensurável
Attainable – Atingível
Relevant – Relevante
Time Bound – Prazo
smart

 

Definir metas específicas

Seu objetivo deve ser claro e bem definido. Objetivos vagos ou generalizados são inúteis, porque eles não fornecem orientação suficiente. Lembre-se! Você precisa de metas para mostrar-lhe o caminho. É preciso torná-las tão claras quanto possível, para chegar aonde quer chegar.

 

Definir metas mensuráveis

Incluem números precisos, datas e assim por diante em seus objetivos de modo que você poça medir o grau de sucesso. Se seu objetivo é simplesmente definido como “Para reduzir as despesas”, como você vai saber quando você foi bem sucedido? Se no prazo de um mês você tem uma redução de 1% ou no prazo de dois anos, quando você tem uma redução de 10%? Sem uma maneira de medir o seu sucesso você perde a satisfação de ter realmente conseguido algo.

 

Definir metas atingíveis

Certifique-se de que é possível atingir as metas definidas. Se você definir uma meta que você não tem esperança de conseguir, você só vai perder sua confiança.

 

No entanto, é preciso resistir à tentação de definir metas que são fáceis. Realizar um objetivo que você não tenha que trabalhar duro para conseguir pode ser decepcionante, e também pode fazer com que você tema definir objetivos futuros que carregam um risco maior de realização. Ao definir metas realistas, mas desafiadoras, você atinge o equilíbrio que precisa. Estes são os tipos de metas que exigem “subir o sarrafo” e que trazem maior satisfação pessoal.

 

Definir metas relevantes

Metas devem ser relevantes para a direção que você quer que sua vida e carreira tomem. Ao manter objetivos alinhados você vai desenvolver o foco que precisa para chegar à frente e fazer o que quiser. Definir objetivos incompatíveis e vagos vai desperdiçar seu tempo – e sua vida.

 

Definir metas com prazos

Seus objetivos devem ter um prazo. Novamente, isso significa que você sabe quando você pode comemorar o sucesso. Quando você está trabalhando em um prazo, o seu sentimento de urgência e conquista virão muito mais rápidos.

 

 

3. Definir metas na escrita

 

O ato físico de escrever um objetivo o torna real e tangível. Você não tem nenhuma desculpa para se esquecer dele. Quando for escrever, use a palavra “vou” em vez de “gostaria de” ou “poderia”. Por exemplo, “eu vou reduzir minhas despesas operacionais em 10% este ano,” e não “Eu gostaria de reduzir os custos operacionais em 10% este ano”. A primeira declaração tem poder e você pode “se ver” reduzindo as despesas. A segunda carece de paixão e lhe dá uma desculpa se você se desviar.

 

Dica:

Construa sua declaração de meta de maneira positiva. Se você quer melhorar suas taxas de retenção de equipe diga: “Eu vou segurar a todos os empregados da empresa para o próximo trimestre” em vez de “vou reduzir a rotatividade.” O primeiro deles é motivador; o segundo ainda tem uma cláusula que permite que você tenha sucesso, mesmo se alguns funcionários saírem.

 

 

4. Faça um plano de ação

 

Esta etapa é muitas vezes perdida no processo de definição de objetivos. Mas é uma das mais importantes. Você fica tão focado no resultado que acaba se esquecendo de planejar todos os passos que são necessários ao longo do caminho. Ao escrever todos os passos separadamente, e ir marcando cada um quando completá-lo, você vai perceber que está fazendo progresso em direção ao seu objetivo final. Isto é especialmente importante se o seu objetivo é grande e exigente, ou de longo prazo.

 

 

5. Não desista!

 

Lembre-se! A fixação de metas é uma atividade contínua e não apenas um meio para um fim. Crie lembretes para manter-se no caminho certo e deixe marcado na agenda períodos para reavaliar o plano de ação. Seu objetivo final pode permanecer o mesmo no longo prazo, mas o plano de ação que você definiu pode mudar significativamente ao longo do caminho. Certifique-se que a relevância, o valor e a necessidade permaneçam altos.

 

 

Pontos chave

Criar metas é muito mais do que simplesmente dizer que você quer que algo aconteça. Enquanto você não definir exatamente o que quer e entender porque você quer, as chances de sucesso são consideravelmente reduzidas. Ao seguir estas regras de estabelecimento de metas você pode defini-las com confiança e apreciar quando conseguir o que se propôs a fazer.

 

Então, o que você vai decidir realizar hoje?

 

The following two tabs change content below.
Consultor de Marketing Digital, empreendedor, diretor de arte, motociclista, marido e pai.
  • Henrique T Costa,
  • 23/03/2016

Add comment