Henrique T Costa
Testes A/B, uma boa maneira para otimizar a conversão do seu site.

Testes A/B, uma boa maneira para otimizar a conversão do seu site.

Você sabe perfeitamente o que seu público quer? Como? Já perguntou a eles? Já testou o que gera mais retorno?

 

Bom, estas são as perguntas primordiais que um empresário, empreendedor ou profissional de marketing deve fazer, se está buscando melhorar os resultados de sua plataforma digital. Seja ela site, landing page, loja virtual ou app.

Todo site tem um objetivo, uma meta, um porquê de existir.

– eCommerce querem que os visitantes comprem.
– Aplicativos SaaS querem que os visitantes assinem para um teste e converter em cliente.
– Portais de notícia e mídia querem que seus leitores clique em anúncios ou assine o serviço.

Todo site de negócio quer que visitantes sejam convertidos em algo mais. A taxa que um site consegue fazer isso é chamada de taxa de conversão.

Então, avalie, mensure e teste. Teste tudo. Pare com os achismos, veja realmente o que seu público quer e tome suas decisões baseadas em dados e fatos reais.

Quem não testa e não avalia resultados, está fadado a continuar errando sem saber que está errando.

Acredite, todos nós falhamos e erramos. Alguns mais do que outros, porém, o que nos diferencia é a capacidade que temos em transformar erros em soluções.

 

Existem vários tipo de testes. O mais praticado e que gera grande impacto é o teste A/B.

 

Teste A/B consiste em executar modificações em uma página, gerando uma outra opção, e oferecendo as duas ao seu público, de maneira segmentada. Metade será direcionado para uma e a outra metade para a outra.

Assim será possível avaliar qual das duas páginas gerou mais retorno, de acordo com o objetivo traçado. Seja conversão, captura de lead ou pedido de orçamento.

 

teste A:B

 

 

Dicas de estratégias para realizar o Teste A/B

 

Definir primeiramente qual segmento se deseja atingir, de preferência um grupo relevante, para que o aumento da taxa de conversão seja significativo. Além disso, as diferentes versões criadas precisam ser baseadas em aspectos de usabilidade, focando no público em questão.

Altere uma coisa de cada vez, para conseguir saber o que gerou o resultado esperado.

Todas estas ações têm como objetivo o aperfeiçoamento contínuo, um ciclo que se baseia em:

1) planejamento: definir o objetivo e focar no usuário;

 

2) execução: gerar as diferentes versões de layout e configuração no Google Analytics;

 

3) verificação: análise dos dados obtidos e comparação;

 

4) ação: definição da versão vencedora, a que gerou maior taxa de conversão. Tendo este conhecimento, o próximo passo é investir nestas ações e explorar continuamente essa ferramenta rápida e gratuita, a fim de melhorar a performance na web, gerando benefícios para todos.

 

5) Use 302s, e não 301s. Se você for rodar um teste A/B que redireciona os usuários da URL original, para a página de variação, use um redirecionamento temporário 302 e não 301 que é permanente. Isso mostra aos buscadores que é um redirecionamento temporário, que só vai ficar no ar por um período e que os motores devem considerar a URL original em seu index.

 
 

Quais os principais elementos de uma landing page que você deve testar?

 

split test

 

Título

 

Seu título é a primeira impressão de um visitante. Ele é tão importante que está aqui na primeira posição dos testes.

Você pode testar títulos positivos contra negativos para expressar valor na sua landing page como:

Positivo: “Melhore as suas vendas em 123% seguindo essa dica única sobre […]“

Negativo: “Descubra o erro #1 que impede você de vender mais 123% […]“

 

Imagens

 

Após o título, procure testar suas imagens. Assim como no exemplo da simples seta vermelha, elas podem apresentar resultados surpreendentes.

Se você utiliza imagens como background de sua página, ela se torna ainda mais importante. Você pode testar imagens:

Com cor X sem cor;

Uma imagem X várias imagens;

Pessoas X Produtos;

Homens X Mulheres.

 

Vídeo

 

Alguns testes e estudos indicam que a presença de vídeo em uma landing page pode aumentar significamente sua conversão.

Ideias para você testar:

Autoplay X clicar para dar play;

Imagem X vídeo;

Duração do vídeo (curto X longo);

Falando pra câmera X apresentação em slide.

 

Texto

 

Escreva apenas o necessário, e nada mais. Essa é a dica básica para o quanto você deve escrever em sua landing page.

Assim como em artigos, você nunca deve enrolar o leitor com palavras que poderiam ser cortadas.

Se você realmente precisar escrever mais, lembre-se de quebrar o seu texto em diversos parágrafos, utilizar bullets points, destaques em negrito e imagens para não cansar o leitor.

 

Formulários de email

 

A maioria das landing pages que você criará, provavelmente serão para capturar emails de seus visitantes, oferecendo algo de valor em troca para eles, uma “isca digital”. (veja alguns exemplos de iscas aqui)

Portanto, esse formulário precisa ser o mais simples e efetivo possível. O que você pode testar/colocar nele:

O número de campos obrigatórios;

O design do seu formulário;

Uma seta apontando para ele;

Informações sobre privacidade e spam.

 

Call to Action (CTA)

 

A chamada para ação (call to action) é a sua conversão. É o objetivo final de sua landing page.

Se sua página não está convertendo como deveria, é sinal de que você precisa melhorá-la.

Chamadas para ação devem ser sempre descritivas ao invés de subjetivas.

Se você está oferecendo um eBook coloque “Quero baixar meu eBook grátis aqui” ao invés de “Submeter”.

Geralmente, começar sua call to action com “Eu quero […]” é uma maneira eficiente de ir direto ao ponto.

 

Cores

 

Pode não parecer, mas cores são fundamentais em qualquer estrutura de design.

Uma dica útil é você testar diferentes contrastes de cores até encontrar a que funciona melhor para você.

Procure testar um fundo verde com um botão vermelho. Assim como azul e laranja são cores de contraste, verde e vermelho também são.

 

 

Quais softwares utilizar para testes A/B?

 

softwares de teste

 

Existem alguns bons softwares para você testar suas hipóteses e os diversos elementos que um site ou landing page possui.

 

Os mais indicados para essa tarefa são:

Visual Website Optmizer (mais usado para páginas de vendas e pequenas empresas)

Optimizely (outro software para a/b testes – mais usado por empresas e lojas virtuais)

Unbounce (software que integra landing pages e teste a/b.)

Google Experiments (gratuito, dentro do Google Analytics)

 

Conclusão

 

Realizar testes A/B é fundamental para o crescimento do seu negócio online.

À medida que você realiza vários e vários testes, fica cada vez mais difícil conseguir 1% adicional nos resultados dos testes.

Você precisa de, no mínimo, uma semana de intervalo e 100 conversões para avaliar estatisticamente o resultado de um teste.

Se você ainda não realiza testes A/B nos seus sites e tem pelo menos uma landing page ou produto pronto, a hora é agora para você começar.

Se você já faz esses testes, espero que esse artigo tenha dado algumas dicas adicionais para você se inspirar e melhorar suas conversões.

 

 

_________________________________

Referências:

Hubspot

Resultados Digitais

Viver de Blog

(crédito das imagens: shutterstock.com)

 

The following two tabs change content below.
Consultor de Marketing Digital, empreendedor, diretor de arte, motociclista, marido e pai.

Comments

    load
  • DANIEL, 29/06/2016 at 9:33 pm | Reply

    Parabéns, mais uma vez um conteúdo de qualidade, por isso acompanho seu blog
    a mais de 2 anos e tento aprender todos os dias com seus ensinamentos e dicas.

Add comment